goo vimeo rss facebook

Antigo posto de turismo à venda por hasta pública

A Câmara Municipal de Lamego vai colocar à venda o imóvel do antigo posto de turismo desta cidade, situado na Av. Visconde Guedes Teixeira, tendo para isso aberto um procedimento por hasta pública que decorrerá no Salão Nobre dos Paços do Concelho, na próxima sexta-feira, dia 25, pelas 10 horas. Esta alienação visa, entre outros objetivos, dinamizar o comércio de rua numa zona de forte atração turística e que regista uma procura crescente por parte da iniciativa privada.
O preço base de licitação deste prédio urbano, com uma área coberta de 56,73 m2, é de 85 mil euros. No âmbito deste processo de hasta pública, o valor mínimo de cada lanço a apresentar não poderá ser inferior a 2 mil euros.
Os interessados podem consultar o caderno de encargos disponível no Gabinete de Atendimento do Município de Lamego, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17 horas.

Lamego na linha da frente no apoio a Moçambique

Lamego agarrou o desafio de apoiar a reconstrução da Escola Primária Completa de Ndeja, na região da Beira, Moçambique, destruída pela devastação do ciclone Idai, em março último. No terreno, os donativos dos lamecenses, angariados no âmbito da campanha de ajuda humanitária "De LAMEGO para LAMEGO", já estão a dar frutos, com o início da reabilitação daquele estabelecimento de ensino frequentado por mais de 700 crianças, da 1ª à 7ª classe.
Na manhã desta quinta-feira, diversos responsáveis de instituições do concelho procederam, num ato simbólico, à entrega de um cheque no valor de 3222 euros a aplicar neste projeto solidário. "Esta iniciativa teve o mérito de unir várias entidades locais para apoiar lamecenses de Moçambique. Quisemos fazer a diferença. Aquilo que para nós se afigura como muito pouco, pode transformar-se em imenso quando queremos e a necessidade o impõe", afirma António Alves da Silva, Vice-Presidente da Câmara Municipal. A trabalhar no terreno há mais de 10 anos numa ONG, Zachary Lager agradeceu a todas as pessoas que contribuíram para esta causa: "Todos temos algo para oferecer ao mundo".

Particulares convidados a enriquecer exposição "Máscaras de Lazarim"

No início do próximo ano, o Centro Interpretativo da Máscara Ibérica (CIMI), situado na vila de Lazarim, vai promover a segunda edição da exposição "Máscaras de Lazarim", cujo espólio será constituído por um número muito elevado destas tradicionais máscaras esculpidas em madeira de amieiro, fruto de um trabalho minucioso produzido por alguns artesãos que lutam para preservar esta memória histórica. Para a realização desta mostra, este equipamento cultural apela à participação de particulares e artesãos, através da cedência, por empréstimo, de material. Na primeira edição, o público de "Máscaras de Lazarim" teve a oportunidade de admirar 120 máscaras. 
Recorde-se que o Município de Lamego está a candidatar, neste momento, a Máscara de Lazarim a Património Cultural Imaterial da Humanidade com o objetivo de garantir a salvaguarda desta tradição.

"Café Memória" estimulou troca de experiências sobre as demências

O Município de Lamego vai ser uma entidade parceira de uma aplicação inovadora, assente na itinerância, que tem como objetivo informar e sensibilizar a população sobre as demências, de forma descontraída e informal: o “Café Memória Faz-se à Estrada”. A primeira sessão itinerante transformou o Bar do Teatro Ribeiro Conceição, durante a tarde do último sábado, num local de encontro para a partilha de informação, experiências e suporte mútuo, com o acompanhamento de profissionais de saúde e de ação social. A sessão contou com a participação ativa de muito público, em particular familiares e cuidadores de pessoas com problemas de memória ou demência. "Foi uma primeira abordagem, àquilo que será uma estratégia futura regular de partilha de experiências e suporte mútuo a estas pessoas, bem como aos seus familiares e cuidadores", sublinha a Vereadora Ana Catarina Rocha.  

Município de Lamego entrega donativo para reconstrução de escola em Moçambique

MocambiqueApós a devastação que o ciclone Idai provocou na região da Beira, em Moçambique, o Município de Lamego promoveu a campanha de ajuda Humanitária "De LAMEGO para LAMEGO", em parceria com a Delegação de Lamego da Cruz Vermelha Portuguesa, a Cáritas Diocesana de Lamego e o Núcleo de Lamego da Liga dos Combatentes. No terreno, os donativos dos lamecenses começam agora a dar os seus frutos, com o início da reconstrução da Escola Primária Completa de Ndeja, Lamego.
Na próxima quinta-feira, dia 17, pelas 11h30, decorre no Salão Nobre dos Paços do Concelho a cerimónia simbólica de entrega do donativo financeiro que já está a ser aplicado no terreno. Este ato contará com a presença de membros da Cruz Vermelha Portuguesa que trabalham em Moçambique neste projeto de solidariedade.
A entrada é livre para o público em geral.

"Conferência Murganheira" refletiu sobre as memórias do homem comum

À quarta edição, a "Conferência Murganheira" convidou para o palco do Teatro Ribeiro Conceição, em Lamego, quatro vultos de diversas áreas do saber da sociedade portuguesa para abordarem a temática "Memórias em Lamego": Júlio Machado Vaz, José Pacheco Pereira, Carlos Guimarães e Manuel Sobrinho Simões, na qualidade de moderador. A assistência presente neste encontro teve, deste modo, na tarde do último sábado, a oportunidade única de assistir a um diálogo estimulante e enriquecedor sobre a compreensão do homem comum e o seu legado no quotidiano. 
Palestrante convidado da IV "Conferência Murganheira", Júlio Machado Vaz é um reputado médico psiquiatra, professor universitário e autor de quase vinte livros, colaborando há várias décadas com a imprensa, a rádio e a televisão, onde participa regularmente para abordar temas ligados à sexologia clínica. Pacheco Pereira é professor, investigador da história contemporânea portuguesa, jornalista e cronista, enquanto que o arquiteto Carlos Guimarães é professor na Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto e doutorado em Arquitetura pela mesma instituição. 
Por outro lado, Manuel Sobrinho Simões é o diretor do Instituto de Patologia e Imunologia Molecular e Celular da Universidade do Porto (IPATIMUP). Foi considerado, em 2015, o patologista mais influente do mundo, pela revista científica The Pathologist, e distinguido recentemente como Honorary Fellow pelo Royal College of Pathologists, do Reino Unido.  Ao longo da sua carreira, foi agraciado com diversos prémios nacionais e internacionais, nomeadamente o Prémio Pessoa em 2002.  

Clássicos em Lamego recriaram Rally de Portugal

Mais de 80 pilotos e navegadores que participam na edição deste ano do Rally de Portugal Histórico subiram esta quinta-feira a Rampa de Nossa Senhora dos Remédios, em Lamego. Organizado pelo ACP - Automóvel Club de Portugal, esta competição percorreu o trajeto sinuoso, duas vezes, em ritmo de Prova Especial de Classificação. O Município de Lamego é mais uma vez parceiro deste evento o qual já se tornou uma presença habitual na região duriense e é muito acarinhado pelos lamecenses.
Ao longo do percurso, foram muitos os aficionados do desporto automóvel que puderam recordar os tempos áureos dos ralis e admirar os carros clássicos que fizeram história no Rally de Portugal e no Mundial.
A 14ª edição do Rally de Portugal Histórico, uma das mais exigentes provas de regularidade histórica da Europa, está na estrada até este sábado para cumprir cerca de 2000 quilómetros. O final tem lugar com a noite de Sintra e o Slalom do Autódromo do Estoril que contará com a participação dos pilotos convidados Ari Vatanen e Mikko Hirvonen.

Lamego entra de novo "Em Forma" às terças e quintas-feiras

O projeto "Em Forma", promovido pelo Centro Municipal de Marcha e Corrida de Lamego, acaba de reiniciar a sua atividade. Através de uma rigorosa monitorização semanal, esta iniciativa procura quantificar os efeitos das caminhadas na saúde das pessoas.
Na prática, o Centro realiza duas caminhadas semanais - às terças e quintas-feiras durante o período da manhã -, através das quais controla a distância e a intensidade aplicadas para, deste modo, verificar as consequências na melhoria da sua capacidade física.
O percurso das caminhadas organizadas no âmbito do projeto "Em Forma" tem sempre início e fim no Centro Multiusos de Lamego. Quinzenalmente, no entanto, é alterada a rota, a distância e o respetivo grau de dificuldade. No final de cada atividade, o grupo efetua diversos exercícios de reforço muscular e relaxamento. Os praticantes são, em seguida, avaliados de modo a validar a evolução de cada um e quantificar os efeitos na sua saúde e bem estar.
Os interessados em participar ativamente neste projeto devem inscrever-se no Programa Nacional de Marcha e Corrida.

Programa de exercício físico controla diabetes

Dirigido a pessoas com diabetes tipo 2, o Município de Lamego, em parceria com o ACES Douro Sul, deu início ao programa de exercício físico "Diabetes em Movimento", com a realização de uma sessão prática, de 90 minutos de duração, no interior do Centro Multiusos. Até junho do próximo ano, as sessões serão sempre monitorizadas por profissionais do exercício físico e por enfermeiros, decorrendo três vezes por semana: às segundas, quartas e sextas-feiras. As inscrições são gratuitas e estão abertas até 31 de dezembro, através de referenciação dos médicos de família das unidades de saúde aderentes.

Contactos

Câmara Municipal de Lamego
  • Av. Padre Alfredo Pinto Teixeira, 5100 - 150 Lamego
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
  • Telef.: 254 609 600 Fax.: 254 609 601

Horário do Município

Horário de Atendimento ao Público
        SEGUNDA A SEXTA
          08H30 ÀS 17H00
Hórário de Atendimento Tesouraria
        SEGUNDA A SEXTA
          08H30 ÀS 15H30
             HORÁRIOS CONTINUOS
 

Newsletter

Usamos próprios e cookies de terceiros para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar considera aceitar a nossa política de cookies.