goo vimeo rss facebook

Centro de Vigilância Ativa apoia o combate à pandemia

O Município de Lamego reforçou a sua nova missão de combate à COVID-19, com a cedência de instalações e apoio logístico que permitiu a criação de um Centro de Vigilância Ativa nesta cidade que está a apoiar o Serviço Nacional de Saúde na realização de rastreios de contactos de risco de doentes. O novo serviço funciona junto do Centro Multiusos de Lamego e serve as populações dos concelhos de Lamego, Tarouca e Armamar. O Presidente da Câmara Municipal, Ângelo Moura, acompanhado esta sexta-feira, dia 29, pelo Vice-Presidente, António Alves da Silva, pela diretora do ACES Douro Sul, Albertina Cardoso, e pela delegada de saúde do concelho de Lamego, Catarina Marques, visitou esta plataforma de apoio para felicitar os técnicos que realizam aqui centenas de chamadas por dia para fazer inquéritos epidemiológicos.
Entre outras tarefas, os operadores do Centro de Vigilância Ativa Covid-19 disponibilizam códigos aos utentes para fazerem testes de despiste e reforçam as recomendações da Direção-Geral da Saúde com o objetivo de mitigar o risco de contágio.

Obras do novo Circuito Pedonal avançam a bom ritmo

A construção do novo circuito pedonal que ligará o centro urbano de Lamego à zona do Relógio do Sol avança a bom ritmo, estando a sua conclusão prevista para o final do primeiro trimestre deste ano. Neste momento, os trabalhos em curso concentram-se, sobretudo, na execução de um grande muro de suporte em pedra no Bairro da Ortigosa com o objetivo de estender o percurso pedonal existente e fomentar a ligação com as habitações envolventes.
Com a concretização deste projeto, a Câmara Municipal de Lamego pretende estimular estilos de vida mais saudáveis e incentivar as deslocações a pé e em bicicleta entre a periferia urbana e o centro histórico. O percurso terá, por isso, uma inclinação suave, tirando partido da morfologia existente.

Município cria equipa de apoio de emergência às instituições

Com o agravamento da atual crise epidemiológica, o Município de Lamego vai reforçar no terreno o apoio de emergência aos equipamentos sociais, através da criação de uma equipa de intervenção rápida que auxiliará na realização de trabalho socialmente útil de modo a assegurar a capacidade de resposta das instituições públicas e do setor solidário. Constituída por dez pessoas, a nova equipa intervirá, sempre que necessário, quando se verificar uma situação de carência de recursos humanos em instituições com atividade na área social e da saúde em situação de surto.
Antes de iniciarem a sua atividade, prevista para o início da próxima semana, as pessoas que constituem esta nova medida excecional estão a receber formação adequada do ACES Douro Sul e do Serviço Municipal de Proteção Civil. O leque de funções a desempenhar será abrangente, de intervenção comunitária e nas instituições, correspondendo à função de auxiliar da ação direta.
Estão preparadas, por exemplo, para prestar cuidados de higiene, conforto e saúde, fornecer alimentação e garantir o acompanhamento e vigilância dos utentes dentro e fora dos estabelecimentos. Esta equipa foi criada ao abrigo do programa MAREESS - Medida de Apoio ao Reforço de Emergência de Equipamentos Sociais e de Saúde, promovida pelo Governo.

CML e sindicatos acordam melhoria das condições de trabalho

O Município de Lamego vai proporcionar melhores condições de trabalho aos seus trabalhadores, na sequência da celebração dos primeiros Acordos Coletivos de Empregador Público (ACEP) entre este Município e os sindicatos SINTAP (Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública e de Entidades com Fins Públicos) e STAL (Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local). Estes acordos foram, agora, publicados em Diário da República. O Presidente da autarquia, Ângelo Moura, defende que estes acordos vão incrementar “os níveis de motivação e produtividade dos serviços, ao melhorarem as condições de trabalho e protegerem a conciliação entre a vida profissional e pessoal dos trabalhadores”.
O ACEP visa regular a organização do tempo de trabalho, assim como várias matérias relacionadas com a segurança e saúde no trabalho. Oficializam-se ainda vários modelos de gestão de recursos humanos que visam criar maior transparência e bem-estar laboral.

Autarquia e ESTGL fazem inventário do património azulejar

O município de Lamego possui um importante património azulejar que se distribui, entre outros locais, por fachadas de habitações particulares, jardins e fontanários. Dada a sua relevância cultural e artística e a necessidade de contribuir para a sua salvaguarda, a Câmara Municipal de Lamego, em parceria com a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego (ESTGL), vai avançar com o levantamento e a catalogação deste importante património.
A colaboração de índole educacional, científica, técnica e formativa entre as duas entidades concretiza-se ao abrigo da celebração de um protocolo que poderá constituir um instrumento valioso para o “Projeto SOS Azulejo”, uma vez que a catalogação será feita de acordo com o Sistema Az Infinitum – Sistema de Referência e Indexação de Azulejo, desenvolvido pela “Rede de Investigação em Azulejo”.

Centro de rastreio efetua mais de 15 mil testes

O centro de rastreio à COVID-19 de Lamego superou esta semana a marca de 15 mil testes de despiste realizados a utentes da região do Douro Sul. Desde a sua entrada em funcionamento, em abril de 2020, o rastreio é efetuado a cidadãos suspeitos de infeção e previamente referenciados pelo Serviço Nacional de Saúde ou com prescrição médica.
O centro de rastreios de Lamego foi instalado pela Câmara Municipal de Lamego no Centro Multiusos, em articulação com a Administração Regional de Saúde do Norte e o Laboratório Germano de Sousa. A unidade funciona por marcação prévia através dos nºs 254 609 699 e 933 100 760 e do email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., de segunda a sábado, entre as 14h30 e as 17h, e ao domingo das 10h às 13h e das 14h às 16horas.
A colheita de amostras para rastreio da doença tem como objetivo testar utentes, complementando os serviços hospitalares existentes, em condições de conforto e segurança.

Câmara Municipal apoia reabilitação do claustro do Convento de Ferreirim

A Câmara Municipal de Lamego vai colaborar na reabilitação do claustro do Convento de Santo António de Ferreirim, uma intervenção promovida pela Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN), num investimento superior a 157 mil euros. As obras vão começar muito em breve para complementar o trabalho realizado na primeira fase da Operação Vale do Varosa, a qual deu origem à criação do Centro Interpretativo existente neste monumento, aberto ao público em julho de 2016.
A colaboração da autarquia de Lamego será concretizada através de uma dotação financeira que servirá para reforçar a execução dos trabalhos de reabilitação e valorização da Igreja e Mosteiro de Ferreirim.

"Lamego Ajuda" garante apoio social de emergência

Precisa de apoio social ou psicossocial de emergência no contexto da atual situação de pandemia?
Com a entrada em vigor do novo confinamento geral, o Município de Lamego informa que o programa "Lamego Ajuda" auxilia e protege as pessoas mais vulneráveis, em particular a população idosa, ou em situação de isolamento social e sem retaguarda familiar.
Até ao momento, este projeto municipal já prestou, gratuitamente, apoio social a mais de 260 famílias. As equipas profissionais asseguram a aquisição e a entrega ao domicílio de bens alimentares de primeira necessidade e de medicação.
O Programa “Lamego Ajuda” não substitui outras equipas multidisciplinares que intervêm neste território, nem o apoio concedido por instituições de solidariedade social (IPSS´s), no âmbito da realização de apoio alimentar e de outras valências domiciliárias.
Como medida complementar, são ainda efetuadas entregas domiciliárias de medicação hospitalar a residentes no concelho. Esta distribuição é realizada ao abrigo de um protocolo de colaboração estabelecido com o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD).
No quadro da atual ameaça à saúde pública, os munícipes que necessitam de apoio devem contactar o Serviço Municipal de Proteção Civil, através do telefone 254 095 000 ou do e-mail lamego.ajuda@ cm-lamego.pt, fazendo a sua identificação. Funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h30 e das 14h às 17h30.

Mercado Municipal aberto com controlo reforçado

Durante o regresso do confinamento generalizado, em vigor até ao próximo dia 30 de janeiro, o Mercado Municipal de Lamego funcionará no horário normal, de segunda a sexta-feira, entre as 7h30 e as 18 horas, e ao sábado, entre as 7h30 e as 13 horas, de acordo com as normas e recomendações sanitárias em vigor.
Está prevista a realização de controlo de entrada à quinta-feira, dia de maior afluência e, caso seja necessário, também ao sábado. Os clientes devem permanecer aqui apenas o tempo estritamente necessário e cumprir todas as recomendações dos painéis informativos colocados à entrada.

Contactos

Câmara Municipal de Lamego
  • Av. Padre Alfredo Pinto Teixeira, 5100 - 150 Lamego
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
  • Telef.: 254 609 600 Fax.: 254 609 601
Comunicação de Avarias
  • Serviço de Águas - 254 609 609

Horário do Município

Horário de Atendimento ao Público
        SEGUNDA A SEXTA
          08H30 ÀS 17H00
Hórário de Atendimento Tesouraria
        SEGUNDA A SEXTA
          08H30 ÀS 15H30
             HORÁRIOS CONTINUOS
 

Newsletter

Usamos próprios e cookies de terceiros para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar considera aceitar a nossa política de cookies.