Perto de Si

>| Fado Cantado por João AvelinoData: 2020-07-18 | 15:30
Fado Falado sobre o quotidiano tão característico e não muito longínquo da cidade lamecense: Lamego no meu coração, de João Avelino, dá tema a uma sessão muito especial a não perder no festival literário Lamego, Cidade Poema porque reveladora da elevada qualidade artística e criadora deste lamecense apaixonado pela sua terra.
>| Sessão de Poesia de Lamego com Rui de Noronha Ozorio - Data: 2020-07 | 18 17:30
Numa experiência imersiva, propõe-se uma viagem à original e versátil poesia de Lamego, envolvendo os participantes numa voz e num sentir de versos, palavras e poemas dos principais poetas lamecenses, que certamente o irão surpreender em todos os sentidos. Noronha Ozorio, portuense apaixonado pelas artes performativas e destacado declamador de poesia, dá o devido sentido a esta poética lamecense, por muitos desconhecida, mas que será uma agradável surpresa para muitos. O início da viagem é marcado pela poesia laçada com a sobrevivência romântica sentimental do poeta lamecense Fausto Guedes Teixeira. Assim, entre a multiplicidade da sua personalidade, uma das mais notáveis personalidades líricas isoladas dos finais do século XIX e princípios do século XX, da História da Literatura Portuguesa, desde logo quando decide viver os últimos anos da sua vida na cidade de Lamego - No sítio mais alegre e mais lindo da Beira/Há uma terra d’amor, onde tudo é perfeito,/E a que o meu coração se juntou de maneira,/Que parece que a sinto pulsar no meu peito - e uma alma inquieta entre a esperança e um universo de afetos, é aqui que a poesia e o seu poema se encontram.
>| Poesia em sua casa | Declamação de Poesia por alunos de Lamego

>| Poesia em tempo de guerra com António MartinsData: 2020-07-19 | 16:00
António Martins é um cidadão e um poeta do mundo. Formado pela aprendizagem dos valores humanistas, cultivou a paixão pelo ensino, que abraçou, e pela poesia, que o completou como poeta que é. Daí esta necessidade de localizar a obra e a história de poetas que, por meio da poesia, intervieram na barbárie do seu tempo, tragédias e extermínios, com sua voz, com a sua poesia, mas que, ainda assim, colocaram versos nas vozes, nos livros e nas músicas que pairam acima duma mesquinha e perversa humanidade. Uma sessão de poesia original, única e irrepetível, um ler o mundo, um assombro de subversão da normalidade. A não perder.
>| Poesia com escritores de Lamego - Data: 2020-07-18 | 18:30

Entre sessões intimistas ou mais encenadas, pretende-se dar voz aos poetas e escritores de Lamego, abrindo as portas do Teatro Ribeiro Conceição à Poesia, ouvindo quem lhe dá alma. A carga dramática e autêntica da poetisa Aurora Simões de Matos, ou as palavras luminosas e sábias de Fernando Marado, entre muitos outros, revelarão o poder transformador da Poesia em momentos únicos e irrepetíveis. A não perder.


>| Sessão de poesia com Simão Luís Moreira - Data: 2020-07-19 | 18:30
“Podes escrever e não ser poeta, e podes não escrever e ser poeta, também.” Simão Luís Moreira, jovem ator e poeta portuense, visita Lamego para nos revelar nesta sessão a importância que a poesia desempenha na sua vida, defendendo que o poeta não é só aquele que escreve, mas sim aquele que olha para a humanidade e para o mundo e não vê somente a superfície, sendo capaz de sentir e ver para além da aparência, encontrando beleza nas pequenas coisas.

3545102