goo vimeo rss facebook

Notícias

Autarquia oferece às escolas ciclo de Teatro Vicentino

Levado à cena pela Filandorra - Teatro do Nordeste, a Câmara Municipal de Lamego apresentou esta segunda e terça-feira um ciclo de Teatro Vicentino, dirigidos aos alunos do ensino secundário, com a representação dos textos “Auto da Barca do Inferno” e “Farsa de Inês Pereira”. A realização destas encenações no Teatro Ribeiro Conceição (TRC) insere-se no âmbito do programa experimental CEDITES – Centros de Divulgação de Teatro para as Escolas que visa promover a realização de vários ciclos de teatro dirigidos aos estabelecimentos de ensino, com o intuito de formar novos públicos. Esta iniciativa nasce ainda da parceria estabelecida entre a Filandorra e a autarquia de Lamego, com o objetivo de afirmar o TRC como centro dinamizador e promotor de teatro na região.

Câmara de Lamego promove a esterilização de animais de companhia

O abandono de animais de companhia e a sua proliferação na via pública tem vindo a tornar-se um dos problemas que mais preocupam o Município de Lamego. O Centro de Recolha Oficial (Canil Municipal) esgotou há muito a lotação permanente da sua capacidade para acolhimento de animais abandonados, facto que já obrigou à suspensão dos protocolos firmados com os municípios de Armamar e Cinfães para a receção temporária de animais.
Com o objetivo de ajudar a minorar os efeitos deste problema, a Câmara Municipal avançou com a concretização de um programa de esterilizações, cumprindo desta forma a obrigação legal de implementação desta importante medida que visa o controlo da população de cães e gatos abandonados e proíbe o seu abate. Assim, acabam de ser assinados protocolos com duas clínicas da região com a finalidade de poderem complementar os atos de esterilização de animais abandonados que já são prestados pelo próprio Serviço de Veterinária Municipal.
A juntar a isto, têm sido promovidas diversas campanhas de adoção responsável junto dos munícipes. Na prática e através deste procedimento, já aumentou consideravelmente o número de adoções: no ano passado, 80 cães e 25 gatos conheceram uma nova família, uma subida muito significativa em comparação com igual período do ano anterior. Para alcançar este bom resultado tem sido determinante a colaboração dos centros de atendimento médico-veterinários e de organizações não governamentais de proteção animal que estabelecem um "diálogo franco e de colaboração" com o Município de Lamego com vista à resolução de um problema preocupante.

Ângelo Moura visita requalificação da Secundária de Latino Coelho

req latinocoelhoNo dia seguinte ao início das primeiras aulas na renovada Escola Secundária de Latino Coelho, o Presidente da Câmara Municipal de Lamego efetuou esta terça-feira uma visita de trabalho ao local para verificar o andamento das obras que visam solucionar, em definitivo, os problemas básicos que este histórico edifício apresentava e que resultaram do facto de não terem ocorrido, ao longo de muitos anos, intervenções relevantes que visassem a sua modernização. Esta requalificação é um dos investimentos em curso mais elevados realizados no conjunto dos estabelecimentos de ensino do Norte do país e decorre ao longo de diferentes fases para não perturbar o funcionamento normal das aulas. "A intervenção que está a aqui ser concretizada, com o apoio da autarquia de Lamego, representa uma aposta muito forte na qualificação dos nossos jovens. Na área da educação, definimos como objetivo oferecer condições ao nível do melhor que existe no país e é isso que estamos agora a fazer", sublinha Ângelo Moura. Acompanhado pelos vereadores em permanência, direção do Agrupamento de Escolas, dirigentes da associação de pais e representantes da empresa responsável pela execução da empreitada, o autarca enalteceu ainda a "colaboração de toda a comunidade educativa".

Câmara de Lamego adota como bandeira a promoção dos Direitos Humanos

A cidade de Lamego acolheu, durante quatro dias, mais de 300 congressistas que vieram ao Interior do país participar num grande encontro académico internacional que colocou em cima da mesa temas fundamentais para o futuro do planeta, estimulando novas construções de ideias e o desenvolvimento científico a partir de uma perspetiva multidisciplinar. Entre os 45 oradores do "I Congresso Global de Direitos Humanos”, houve reitores de universidades, magistrados do Ministério Público e juízes de Portugal, Espanha e Brasil. 
Presente na Sessão de Encerramento, este sábado de manhã, a secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, elogiou a realização em Lamego deste evento: "Este Município adota como bandeira a promoção dos direitos humanos, num contexto global cada vez mais difícil e complexo. Trazer para aqui esta iniciativa é uma marca decisiva das políticas locais. Vivemos tempos de perigosa regressão dos direitos humanos que convidam à reflexão e à ação para que estes direitos sejam um verdadeiro motor de transformação social". Ao seu lado, Ângelo Moura, Presidente da Câmara Municipal, enalteceu o "período intenso de trabalhos" dos últimos dias e garantiu que "há o compromisso para que as próximas edições deste congresso fiquem nesta região”. O autarca defendeu ainda que os  Direitos Humanos são hoje um "património mundial” e que “sem ética na governança, não são assegurados”. 

Congresso mundial promove cidadania e desenvolvimento sustentável

A cidade de Lamego ficará, a partir de agora, como um símbolo mundial da promoção da cidadania e do desenvolvimento sustentável. O “I Congresso Global de Direitos Humanos” reúne, desde esta quarta-feira, cerca de 300 congressistas que vão colocar em cima da mesa temas fundamentais para o futuro do planeta, estimulando novas construções de ideias e o desenvolvimento científico a partir de uma perspetiva multidisciplinar. A sessão de abertura deste grande evento académico internacional contou com a presença da secretária de Estado da Justiça, Helena Mesquita Ribeiro, e do bastonário da Ordem dos Advogados, Guilherme Figueiredo.
Na sua intervenção, a governante afirmou que o mundo precisa hoje, “mais do que nunca que as consciências estejam despertas para os direitos humanos fundamentais”, acrescentando que a realização deste encontro “numa das mais belas cidades do país” é um exemplo do ativismo na região Interior. Também Guilherme Figueiredo considera que este congresso “constitui um passo no bom sentido para dar mais atenção aos vulneráveis”.  

Rosa Monteiro no encerramento do Congresso Global de Direitos Humanos

A secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, vai presidir à Sessão de Encerramento do "I Congresso Global de Direitos Humanos: Novas políticas de cidadania e de desenvolvimento sustentável" que começa esta quarta-feira, na cidade de Lamego. Na cerimónia que tem início no Teatro Ribeiro Conceição (TRC), sábado, às 11 horas, Rosa Monteiro estará em representação do primeiro-ministro António Costa que, por razões de agenda, não pode estar presente. Esta secretária de Estado tutela as áreas da igualdade e da não discriminação, tendo como principais domínios de intervenção a promoção da igualdade entre mulheres e homens, a prevenção e combate à violência doméstica e violência contra as mulheres e o combate à discriminação em razão da orientação sexual, identidade, expressão de género e características sexuais.

Contactos

Câmara Municipal de Lamego
  • Av. Padre Alfredo Pinto Teixeira, 5100 - 150 Lamego
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
  • Telef.: 254 609 600 Fax.: 254 609 601

Horário do Município

Horário de Atendimento ao Público
        SEGUNDA A SEXTA
          08H30 ÀS 17H00
Hórário de Atendimento Tesouraria
        SEGUNDA A SEXTA
          08H30 ÀS 15H30
             HORÁRIOS CONTINUOS
 

Newsletter

Usamos próprios e cookies de terceiros para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar considera aceitar a nossa política de cookies.