goo vimeo rss facebook

Notícias

Cuidadores informais em Lamego podem requerer subsídio de apoio

O Governo selecionou 30 municípios para o desenvolvimento de projetos-piloto que permitirá aos cuidadores informais nele residentes solicitar o Estatuto do Cuidador Informal junto dos serviços da Segurança Social. Lamego integra este restrito lote, tendo já sido formalizada a implementação deste estatuto no concelho.
A prestação deste subsídio foi desenhada como uma medida de combate à pobreza, à qual têm direito apenas as famílias de baixos rendimentos. Desde o dia 1 de abril, os cuidadores informais residentes em Lamego têm a possibilidade de pedir aquele Estatuto para terem direito a um subsídio que varia entre os 248,20€ e os 343,50€. Este valor é calculado para garantir que, juntos, o cuidador e o cuidado tenham um rendimento nunca inferior a um Indexante de Apoios Sociais (IAS), que este ano é de 438,81€. Para qualquer esclarecimento, os interessados podem contactar o Gabinete de Ação Social do Município de Lamego (tel: 254 609 600).

SIG@LAMEGO disponibiliza informação sobre comércio de rua

Cafés, padarias, farmácias e serviços públicos são apenas alguns dos estabelecimentos abertos ao público que é possível encontrar na plataforma SIG@LAMEGO. Criado pelo Município de Lamego, em parceria com a firma ESRI, este novo serviço está disponível em www.cm-lamego.pt, com o objetivo de apoiar a reabertura gradual dos setores do comércio e serviços, no contexto da atual pandemia.
Já é possível aceder, neste momento, a diversa informação online sobre 64 lojas e serviços. Caso os estabelecimentos estejam de portas abertas e ainda não se encontrem georreferenciados nesta plataforma colaborativa, os proprietários podem proceder à submissão online dos seus dados.
A informação disponibilizada é bastante alargada. Aqui, é possível obter o horário de funcionamento, os contactos telefónicos e email, a indicação do dia de encerramento e outros dados relevantes, nomeadamente se garantem entregas ao domicílio ou permitem encomendas online.
Intuitiva e de fácil utilização, a SIG@LAMEGO constitui uma ferramenta fundamental no apoio à retoma da atividade económica local.

Apoio alimentar a carenciados reforçado em Lamego

O combate à pobreza e à exclusão social no concelho de Lamego vai ser reforçado com o aumento do investimento no Programa Operacional de Apoio às Pessoas Mais Carenciadas (PO APMC) que tem como objetivo de responder à grave crise gerada pela pandemia de COVID-19. Na prática, o atual apoio alimentar e outros bens de consumo básico chegará a um maior número de pessoas carenciadas, promovendo assim a sua inclusão. Até ao momento, este programa já auxiliou 179 munícipes, mas deve duplicar até maio do próximo ano.
O PO APMC visa, com a sua atividade, diminuir as situações de vulnerabilidade que colocam em risco a integração das pessoas e dos agregados familiares mais frágeis, reforçando as respostas das políticas públicas existentes. Neste território, o Município de Lamego é a entidade coordenadora, enquanto que a Santa Casa da Misericórdia de Lamego, o Centro Diocesano de Promoção Social e o Centro Social e Paroquial de Ferreirim têm o estatuto de entidades mediadoras.

Festas dos Remédios na final regional das 7 Maravilhas da Cultura Popular

As Festas em Honra de Nossa Senhora dos Remédios já é finalista regional do concurso "7 Maravilhas da Cultura Popular". O anúncio foi feito durante uma emissão especial este domingo da RTP que quer, através desta iniciativa, partir à descoberta das maravilhas do património cultural material e imaterial de Portugal. Das 504 candidaturas recebidas, o painel de especialistas elegeu sete patrimónios de cada região. 
O Município de Lamego formalizou, em março último, a candidatura das Festas em Honra de Nossa Senhora dos Remédios a esta eleição, na categoria de Procissões e Romarias, atendendo ao facto da “Romaria de Portugal” possuir características únicas. Ana Catarina Rocha, Vereadora da Cultura da Câmara Municipal e Presidente da Comissão de Festas, destaca que a “Majestosa Procissão de Triunfo”, constitui, no dia 8 de setembro, o seu grande elemento diferenciador, sendo os andores armados em carros puxados por juntas de bois. Enaltece ainda a sua dimensão humana inigualável, participada por um número elevado de figurantes, em particular muitas crianças. Com a apresentação desta candidatura, a autarquia pretende promover e valorizar estas Festas, a cidade, a região, os usos e costumes locais e as suas gentes, fomentando o sentimento de orgulho junto de todos os lamecenses.
A Declaração Oficial das 7 Maravilhas da Cultura Popular, derradeira gala do projeto, acontecerá a 5 de setembro na RTP.  

CLDS 4G de Lamego vai apoiar a população vulnerável

Desde o início desta semana, já está a trabalhar no terreno o projeto CLDS 4G - "Lamego Com_Tigo" que concretizará, nos próximos três anos, um plano de ação que visa promover a inserção da população vulnerável, de forma a combater a pobreza e garantir a inclusão social. Sob o lema "Integrar é o desafio, Inovar é o caminho", o projeto "Lamego Com_Tigo" tem o Município de Lamego como parceiro de primeira linha e como entidade coordenadora a Obra Kolping de Portugal, tendo uma dotação financeira de cerca de 520 mil euros, financiada pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE).
A atuação diária do Contrato Local de Desenvolvimento Social de 4ª Geração (CLDS 4G) terá como grande bandeira o combate à pobreza e a inclusão social, numa perspetiva de proximidade, desenvolvendo a sua intervenção em torno de dois eixos estratégicos. A primeira vertente é a promoção do emprego, qualificação e formação, enquanto que a segunda componente é dirigida à intervenção familiar e parental, preventiva da pobreza infantil.
Em virtude da atual situação de pandemia, este projeto foi adaptado, tendo sido reforçada a sua componente online. Utilizará, por esta razão, as redes sociais para a apresentação de muitas atividades. As medidas estruturais e transversais serão desenvolvidas por uma equipa técnica especializada.

Conferência em Lamego mostra confiança na recuperação turística

A cidade de Lamego acolheu esta terça-feira, dia 2, o primeiro grande debate presencial dedicado ao setor do turismo no período pós-confinamento. Num tom marcadamente otimista, representantes de diversas entidades públicas e privadas defenderam que a região do Douro não precisa "de se recriar" como destino turístico para enfrentar os efeitos da pandemia e transmitir segurança e confiança aos portugueses. "Ao Douro basta-lhe a sua identidade. O principal pilar da comunicação dos destinos será a segurança. Somos vistos como um país que combateu bem a pandemia. Teremos de viver sobretudo com os turistas nacionais que têm agora a oportunidade de descobrir o seu país e o Douro", afirmou Luís Pedro Martins, Presidente da Turismo do Porto e Norte.

Contactos

Câmara Municipal de Lamego
  • Av. Padre Alfredo Pinto Teixeira, 5100 - 150 Lamego
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
  • Telef.: 254 609 600 Fax.: 254 609 601

Horário do Município

Horário de Atendimento ao Público
        SEGUNDA A SEXTA
          08H30 ÀS 17H00
Hórário de Atendimento Tesouraria
        SEGUNDA A SEXTA
          08H30 ÀS 15H30
             HORÁRIOS CONTINUOS
 

Newsletter

Usamos próprios e cookies de terceiros para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar considera aceitar a nossa política de cookies.